Aviso: O conteúdo aqui apresentado tem uma finalidade exclusivamente informativa sobre um tipo específico de jogo e como jogá-lo. O objetivo deste conteúdo não é nem promover nem disponibilizar um tipo de jogo, mas simplesmente informar o jogador acerca de como jogá-lo.

__________________________________________

As pessoas dizem que o Dr. Edward O. Thorp, uma das lendas do blackjack, escreveu "O" livro sobre blackjack, e não é exagerado. Em 1962, quando quase todos pensavam que o 21 era um jogo de sorte, o professor universitário usava computadores para criar sistemas para descobrir vantagens matemáticas na mesa. Com o título de Beat the Dealer, o best-seller de Thorp estabeleceu um sistema de contagem de cartas que ainda hoje é utilizado para ganhar... para grande desgosto dos chefes de casino. Muitos consideram Thorp como "O" treinador de contar cartas.

Reforçar apenas a ideia que se joga casino online em Portugal e se lhe agrada filmes cujo o tópico da contagem de cartas nos casinos ganha destaque, então este artigo é para si.

Ao longo do caminho, Thorp construiu uma biblioteca considerável de livros de recursos que abordam tudo, desde jogos de casino a corridas de cavalos. Tendo recentemente se apaixonado pelo Blackjack Ball (um género de clube secreto exclusivo para jogadores com vantagem, realizado anualmente em Las Vegas e patrocinado pelo Barona Resort and Casino), Thorp doou graciosamente a sua biblioteca com material de jogo ao fundador Max Rubin. Para arrecadar dinheiro para futuras Balls(reuniões), Rubin planeia leiloar lentamente o conteúdo da sala de
leitura de Thorp...

No mais recente reunião da Blackjack Ball, realizado em fevereiro passado, cinco dos títulos preciosos foram para as maiores ofertas. "Alguns dos livros têm comentários sinceros que eu fiz para mim", diz Thorp, que certamente tinha algo a escrever nas margens do The Weekend Gambler's Handbook, do major Arteburn Riddle, proprietário do Dunes que estava mais interessado em derrotar otários do que educá-los. "Uma vez encontrei-me com o major Riddle em Chicago e ele queria-me propor um desafio no blackjack no seu casino."

edward thorp blackjack

Convém recordar que eles reuniram-se num quarto de hotel e que Riddle estava sem calças e "usava uns boxers que não estavam particularmente fechados", Thorp diz que o desafio inicialmente parecia ser um bom para ele. "Eu disse que faria isso, mas tenho condições", continua Thorp. “Eu disse que o dealer teria de usar manga curta [para minimizar as oportunidades de batota]. Riddle respondeu não a isso. Eu também queria gravar a ação em vídeo, para que eu pudesse detectar uma atividade fraudulenta que não se consegue identificar no momento. Ele disse não a isso também. Ele queria que eu jogasse durante 30 dias, para me aguentar por um mês enquanto tentaria ganhar $100.000. Não valeu a pena para mim".

Só essa decisão já dá uma ideia de quanto Thorp foi capaz de extrair dos casinos. Pensador independente, ele concebeu o seu sistema de contagem de cartas durante o verão, usando computadores do tamanho de uma sala no Instituto de Tecnologia de Massachusetts. Quando a sua técnica foi aperfeiçoada, Thorp estava falido. Foi então que encontrou gente que o apoiou e colocou o seu sistema de contagem de cartas em ação. "Ganhamos $11.000 na primeira viagem", lembra Thorp. "Ao longo de [três anos], ganhei 250 mil dólares, mas foi partilhado [entre Thorp e seus patrocinadores]."

Apesar da vantagem financeira, Thorp tinha uma ideia maior em mente. Sem contar a ninguém, ele trabalhou secretamente no livro que se tornaria Beat The Dealer. Ele encontrou um vendedor de uma subsidiária da grande editora Random House. "Ele ouviu o que eu estava a fazer com a contagem de cartas e disse que eu deveria escrever um livro", continua Thorp. “Entreguei a ele dez capítulos e o livro foi comprado imediatamente. Escrevi-o em seis meses e pensei no título, Beat The Dealer. O livro foi lançado e não aconteceu grande coisa em termos de
vendas. ”

A publicidade começou depois a surgir através de artigos sobre Thorp na revista Sports Illustrated e Life. "Nesse ponto, ele foi lançado na lista dos mais vendidos", diz Thorp, acrescentando que parou de jogar logo depois. “Eu poderia ter ganho mais dinheiro a jogar blackjack [do que escrevendo um livro sobre isso]. Mas eu não queria essa vida. O meu objetivo era ser um académico que falasse com pessoas inteligentes e se divertisse. A rotina era algo que eu não tinha interesse".

edward thorp blackjack

Mas ele tem muitos livros usados sobre o assunto. Outros títulos que chegaram ao leilão do Blackjack Ball incluíram um livro grande de blackjack denominado Turning the Tables on Las Vegas, do pseudónimo Ian Anderson. Foi assinado com Thorp. No extremo oposto do espectro: o questionável Playing Blackjack as a Business por Lawrence Revere. Isso gerou fortes repreensões do mestre de contagem de cartas. "O Revere diz que se pode obter uma vantagem de 3,5% ao não fazer a sua aposta", diz Rubin, revelando conselhos que são evidentemente falsos. "Na página, Ed escreveu: 'Tretas!' Ele dizia sempre o mesmo, quando Revere fez alegações semelhantes."

Qualquer pessoa que questione a autoridade de Thorp em tais assuntos só precisa ouvi-lo a lembrar os métodos como os casinos que perdiam o empurraram para fora assim que se descobria que ele podia jogar com uma vantagem indiscutível. "Num determinado casino, eles foram trazendo bebidas e eu pedi café com açúcar", diz Thorp. Depois de finalmente conseguir o que queria, Thorp tomou o café "e, de repente, não consegui mais contar. As minhas pupilas estavam enormes. Na noite seguinte, eles trouxeram-me um copo de água. Coloquei uma gota na minha língua e, novamente, não consegui contar. Se eu bebesse o copo inteiro, não estaria agora a conversar comigo. ”Os gerentes do casino estavam tão desesperados para se livrar de Thorp e das suas estratégias vencedoras que tentaram drogá-lo.

Os dias de jogo de Thorp terminaram ​​- como narrado nas suas fantásticas memórias, A Man for All markets. Ele venceu com sucesso o maior casino do mundo, Wall Street, expandindo as teorias dos jogos e aplicando-as à negociação mais lucrativa de valores mobiliários - mas ainda assim espera participar no Blackjack Ball todos os anos. Como seria de esperar, Thorp é elogiado e bajulado como uma estrela do rock, mas o apelo do Blackjack Ball vai muito além do do ego. "Eu vou lá para interagir com pessoas muito interessantes do mundo do jogo", diz Thorp. “Uma coisa de que gosto é poder ver que a semente que plantei com o Beat the Dealer ajudou muitas pessoas a ficarem ricas e terem carreiras gratificantes. Eu não esperava que tal acontecesse".

edward thorp blackjack

Apesar de gostar de estar atualizado sobre o estado do jogo (“Houve boatos de uma aposta paralela num casino da Costa Leste da qual os jogadores se aproveitavam e ganharam alguns milhões de dólares; ouvir sobre isso foi cativante) pelo menos numa ocasião recente, durante o fim de semana do Blackjack Ball, o relacionamento da Thorp com o jogo em casinos foi além da fase de conversa apenas. Isso aconteceu depois dele conhecer John Chang, pioneiro da equipa de blackjack do MIT, e outros dois durante o almoço num casino da Strip.

Estes queriam tirar uma foto ao lado duma mesa de blackjack, mas um funcionário disse ao grupo que fotos não são permitidas. "Então acabamos por jogar um pouco", diz Thorp, lembrando que foi a primeira vez que esteve em ação em décadas (Chang ficou impressionado com a experiência). “Eu não tinha dinheiro comigo, John emprestou-me um pouco para jogar e acabamos por ganhar $3.000 ou $4.000. Saímos depois e acabámos por tirar uma foto de qualquer maneira. O casino poderia ter poupado algum dinheiro.

Felizmente para os executivos de jogos, não há hipóteses do mais conhecido treinador de contar cartas levar a sério o blackjack novamente e se comprometer a retirar dinheiro a sério dos seus cofres. "Quando comecei a tocar, foi fascinante", explica ele. “Depois tornou-se trabalho e transformou-se numa rotina. Nesse ponto, segui em frente e agora o jogo de casino é algo que acontece esporadicamente. Teria que trabalhar duro para ganhar alguns milhões por ano. Não vale o meu tempo. "

Escrito por Michael Kaplan

 

Sobre o Autor
Por

Tudo o que precisa de saber sobre o melhor que se faz no casino online em Portugal, nomeadamente em 888Casino. Encontrará aqui artigos sobre as melhores estratégias dos jogos de casino como roleta ou slots, mitos, histórias curiosas, factos que não pode passar sem saber e ainda algumas das melhores dicas para o casino online que não vai querer perder.

Related Content
Blackjack Ao Vivo: A Verdadeira Experiência de Casino

Blackjack Ao Vivo: A Verdadeira Experiência de Casino

Probabilidades no Blackjack: O que precisa saber para ter vantagem?

Probabilidades no Blackjack: O que precisa saber para ter vantagem?

Como eu Aprendi a Jogar Blackjack: A História de Henry Tamburin

Aprender A Jogar Blackjack

O Valor das Cartas no Blackjack

O Valor das Cartas no Blackjack

Mãos De Blackjack: 3 Mãos A Rever

Mãos De Blackjack: 3 Mãos A Rever

Blackjack: Jogar com uma ou duas mãos?

Blackjack: Jogar com uma ou duas mãos?

Treinador de Contar Cartas

Contar Cartas no Blackjack

Como Ganhar A Side Bet 21+3 No Blackjack

Ganhar a Side Bet 21+3 No Blackjack

7 Razões Para NUNCA Contar Cartas

7 Razões Para NUNCA Contar Cartas

As 8 Razões que Levam os Jogadores de Blackjack a Perder

8 Razões que levam os Jogadores de Blackjack a Perder