Aviso: O conteúdo aqui apresentado tem uma finalidade exclusivamente informativa sobre um tipo específico de jogo e como jogá-lo. O objetivo deste conteúdo não é nem promover nem disponibilizar um tipo de jogo, mas simplesmente informar o jogador acerca de como jogá-lo.

____________________________________________________________________________________________________________________________

Este é o sexto e último de uma série de artigos sobre contagem de cartas. Nos artigos anteriores, abordei:

  • Como os casinos apanham os contadores de cartas
  • O que os casinos fazem se apanham alguém a contar cartas
  • Como os casinos conseguem expulsar contadores de cartas
  • Como é possível escapar com a contagem de cartas
  • Como funciona a contagem de cartas agressiva

Este último artigo foca o jogo em equipa, que foi popularizado por meio do filme 21 de 2008, que popularizou as aventuras de uma equipa de alunos do MIT que ganhou milhões com esta tática.

 

Índice

  • História
  • Como funciona a contagem de cartas de equipa
  • Vantagens da contagem de cartas de equipa
  • Potencial de lucro
  • Gestão de equipas
  • Investidores externos
  • Razões pelas quais as equipas falham

 

História

Frank Schipani (o pseudónimo de Al Francesco) é amplamente reconhecido nos círculos de blackjack como o criador do conceito de formar uma equipa de contadores de cartas para atacar casinos.

Na década de 1960, Francesco ganhava dinheiro com sucesso através da contagem de cartas, mas então os casinos começaram a proibi-lo de jogar. Foi quando ele inventou uma nova forma de um contador de cartas vencer os casinos sem ser detectado, nomeadamente, a jogar em equipas.

Na década de 1970, as suas equipas viajaram para casinos de todo o mundo e ganharam milhões. Um dos membros famosos das suas equipas foi Ken Uston, que posteriormente expôs os métodos das equipas no seu livro The Big Player.

Ainda assim, Francesco continuou a treinar e financiar equipas por muitos anos. Além disso, as suas técnicas de jogo em equipa foram usadas por números incontáveis de outras equipas, incluindo a equipa do MIT.

Francesco é frequentemente referido como o “Padrinho do Blackjack”, e os seus colegas reconheceram os seus feitos em 2002, quando ele foi introduzido no Blackjack Hall of Fame.

Após a publicação do livro de Uston, os casinos ficaram a conhecer as técnicas de jogo em equipa e a equipa de Francesco não podia jogar em Las Vegas por medo de ser detectada. A equipa acabou por se separar. No entanto, embora Uston tenha matado a “galinha dos ovos de ouro”, Francesco acabou por perdoá-lo.

 

 

Como funciona a contagem de cartas em equipa

As equipas de blackjack usam técnicas ligeiramente diferentes, mas a mais popular é a seguinte.

  • Vários contadores de cartas habilidosos reúnem-se e formam uma equipa. Cada um deles contribui com uma parte do saldo da equipa (por exemplo, 10.000 dólares cada).
  • Os contadores de cartas, conhecidos como “observadores”, são posicionados em diferentes mesas e fazem apostas mínimas, mas mantêm a contagem.
  • Quando a contagem se torna favorável, o observador sinaliza discretamente outro jogador da equipa (conhecido como “Big Player” ou “BP”) para entrar no jogo e disparar grandes apostas.
  • Quando a contagem deixa de ser favorável, o observador sinaliza o BP para que este saia do jogo.
  • O BP espera pacientemente até que outro observador o chame para um jogo.

Existem variações na técnica acima descrita, mas isto fornece um resumo geral de como funciona o jogo em equipa.

 

BJ2

 

Vantagens da contagem de cartas em equipa

Antes da abordagem de jogo em equipa de Francesco, os casinos observariam o padrão de aposta de um contador de cartas a solo suspeito. Se as suas apostas oscilassem, isso seria uma indicação de que o jogador estava a contar cartas.

Os casinos nunca consideraram um ataque coordenado por uma equipa. Portanto, usando observadores e BPs, a equipa foi capaz de disfarçar a contagem de cartas.

A segunda vantagem do jogo em equipa é que o potencial de lucro por hora é muito maior do que o jogo individual. Parte disto tem a ver com o fato dos BPs fazerem apostas muito altas quando têm vantagem matemática.

Além disso, o número de mãos jogadas por hora aumenta dramaticamente em comparação com o jogo individual, e o risco de ruína pode ser menor.

 

Potencial de lucro

Aqui está um exemplo do potencial de lucro do jogo em equipa do excelente livro de Colin Jones, The 21st Century Card Counter.

“Imagine que você e um amigo têm 5.000 dólares e habilidades perfeitas de contagem de cartas”, observa ele no livro. “Você pode esperar que cada um ganhe 10 dólares por hora em valor esperado (ou seja, lucro) jogando separadamente. No entanto, se você combinar o seu dinheiro num saldo de 10.000 dólares, cada um pode ganhar 20 dólares por hora.”

Existem outros benefícios do jogo em equipa que incluem:

  • A camaradagem de praticar em equipa e observar a melhoria no nível de habilidade de cada jogador.
  • O apoio motivacional que o jogador recebe de outros jogadores da equipa, especialmente quando está a ter uma sessão muito desfavorável.
  • Entrar no longo prazo muito mais depressa do que a jogar isoladamente.
  • A abordagem de equipa permite que o valor esperado alcance o desvio padrão mais rapidamente do que a jogar isoladamente.

 

Gestão de equipas

As equipas de blackjack de sucesso têm um gestor de equipa forte. Algumas das suas funções incluem:

  • Recrutar e treinar jogadores
  • Criar os padrões da equipa e um manual de política
  • Determinar os requisitos de saldo, spreads de apostas e riscos associados
  • Rastrear despesas
  • Realizar de reuniões de equipa
  • Motivar os membros da equipa
  • Solicitar investidores externos
  • Gerir saldos de equipas muito grandes
  • Determinar os pagamentos aos membros da equipa
  • Determinar o número ideal de BPs e observadores
  • Determinar a proporção de observadores por BP
  • Decidir onde jogar, qual será a composição da equipa e quando sair

Além disso, e mais importante, os líderes de equipa são responsáveis por lidar com “emergências” que possam surgir. Quando uma equipa é lucrativa, ela ganha cerca de 30% de lucro. No entanto, quando uma equipa não é lucrativa, o líder geralmente é o responsável.

Uma nota adicional: cada equipa compensa os jogadores e os investidores externos de maneira um pouco diferente. Aqui está um exemplo: os investidores externos recebem 50% dos lucros e os membros individuais da equipa são pagos em proporção direta às horas que jogam, independentemente dos seus resultados individuais.

Consulte os livros sugeridos no final deste artigo para obter mais informações sobre este importante tópico.

 

Investidores externos

As equipas de contagem de cartas mais bem-sucedidas solicitam investidores externos que colocam uma grande soma de dinheiro no saldo da equipa e esperam um retorno sobre o investimento.

Quanto maior for o saldo da equipa, maior será o lucro que a equipa pode obter. Esta é uma prática comum hoje em dia para financiar o saldo de uma equipa.

 

BJ3

 

Razões pelas quais as equipas falham

Nem todas as equipas de blackjack são bem-sucedidas. Algumas falham por qualquer um dos motivos seguintes:

  • Fraca liderança
  • Não rastrear cuidadosamente e testar constantemente os membros
  • Não confiar nos outros membros da equipa
  • A pressão de lidar mentalmente com as quedas no saldo
  • Começar sem saldo suficiente
  • Erros na chamada pelo observador ou BP
  • Erros a manter a contagem precisa
  • Membros da equipa que não são dedicados, ou pior, que fazem batota
  • Maus hábitos de um membro da equipa (drogas, bebida, flirt, etc.)
  • Falhar num teste de polígrafo
  • Erros na distribuição e manuseamento de dinheiro
  • Determinar despesas da equipa versus despesas do jogador
  • Conhecer e seguir uma sessão de jogo cronometrada
  • Manter com precisão os "livros financeiros" da equipa
  • O que fazer se um jogador desistir
  • Ser expulso de muitos casinos
  • Problemas de moeda ao viajar para fora dos EUA
  • Viagens constantes

Uma maneira de evitar as armadilhas acima é ler e seguir os conselhos de vários líderes e membros de equipa de blackjack nas seguintes publicações:

  • Capítulo 11 do livro de Don Schlesinger, Blackjack Attack: Playing the Pros ’Way, que contém uma cópia de um “Manual da Equipa de Blackjack ”.
  • Capítulo 8 do livro de Colin Jones, The 21st Century Card Counter.
  • Capítulos 27 - 33 do livro de Rick Blaine, Blackjack Blueprint.
Sobre o Autor
Por

Henry Tamburin é um dos mais respeitados especialistas de blackjack do mundo e um jogador de classe mundial. Ele é o autor do Ultimate Blackjack Strategy Guide, e Blackjack: Take The Money and Run. Ele editou o boletim informativo mensal Blackjack Insider e foi colunista de blackjack para a revista Casino Player, Midwest Gaming e revista Travel, revista Gaming South, revista Southern Gaming, New England Gaming News, Jackpot, Bingo Bugle e Casino City Times.

Related Content
O que é a aposta de seguro no blackjack?

O que é a aposta de seguro no blackjack?

Como Jogar um Par de 7s no Blackjack

Como Jogar um Par de 7s no Blackjack

Como é que os casinos “apanham” os contadores de cartas?

Como é que os casinos “apanham” os contadores de cartas?

As melhores e piores mãos iniciais no Blackjack

As melhores e piores mãos iniciais no Blackjack

Edward Thorp – O Homem que Venceu o Casino

Edward Thorp – O Homem que Venceu o Casino

Deve o Jogador Aceitar o “Even Money” Quando Joga Blackjack?

Deve o Jogador Aceitar o “Even Money” Quando Joga Blackjack?

Contagem de Cartas Avançada: Desvios à Estratégia de Blackjack

Contagem de Cartas Avançada: Desvios à Estratégia de Blackjack

Como Jogar Soft 19 no Blackjack

Como Jogar Soft 19 no Blackjack

Quando fazer divisão no blackjack

Quando fazer divisão no blackjack

Quatro Razões para a Popularidade do Blackjack

Quatro Razões para a Popularidade do Blackjack